sábado, 23 de julho de 2011

DENÚNCIAS CONTRA GLEDSON MAIA VOLTARAM A REPERCUTIR NA IMPRENSA NACIONAL

Denúncias do MPF

As denúncias contra Gledson Maia, ex-superintendente substituto do Dnit no Rio Grande do Norte, voltaram a repercutir na imprensa nacional. O jornal O Estado de São Paulo destacou que o Ministério Público Federal prepara uma denúncia contra Gledson Maia, que é sobrinho do deputado federal João Maia. "Gledson foi um dos suspeitos presos durante a Operação Via Ápia, da Polícia Federal, deflagrada em novembro do ano passado, que investigou uma suposta fraude no Dnit", lembrou o Estadão. "A investigação da Operação Via Ápia, que identificou uma quadrilha atuando em fraudes e superfaturamento de processos licitatórios no Dnit, resultou em um inquérito com mais de 20 volumes. Os documentos foram repassados agora para o procurador da República, Ronaldo Pinheiro, que deve apresentar a denúncia à Justiça Federal", informou a reportagem.

Mal-estar no TJ
Durante a sessão de ontem no Tribunal de Justiça para julgamento do processo que envolve aumento dos defensores públicos, houve um momento de mal-estar entre o desembargador Cláudio Santos e o procurador-geral do Estado, Miguel Josino. Enquanto Cláudio Santos, relator do processo, defendia o voto favorável ao reajuste, Miguel Josino pediu a palavra. Como o desembargador não concedeu, o procurador insistiu ao afirmar que tem a prerrogativa de se manifestar durante a sessão. Cláudio Santos, por sua vez, afirmou que precisava autorizar  para que Miguel Josino falasse. Diante do impasse, o presidente em exercício do TJ, Expedito Ferreira, reforçou que o procurador não podia se expressar sem o consentimento do magistrado.

Mal-estar no TJ (2)

Antes desse episódio, dois desembargadores se desentenderam na votação do mesmo projeto. Houve uma discussão veemente sobre o aumento dos defensores entre o relator do processo, Cláudio Santos, e o desembargador Saraiva Sobrinho. Os dois aumentaram o tom de voz durante a discussão.

Mérito Santos Dumont
O ministro da Previdência, Garibaldi Filho, recebeu a medalha "Mérito Santos Dumont", em comemoração ao 138º aniversário do brasileiro que se tornou conhecido como o "Pai da Aviação". A solenidade de entrega da condecoração foi realizada na manhã de ontem, na Base Aérea de Brasília. O vice-presidente da República, Michel Temer, entregou a medalha ao ministro. Também foram agraciados com a homenagem autoridades como o presidente do Supremo Tribunal Federal, Antonio Cezar Peluso, e vários ministros de Estado, entre eles José Eduardo Cardozo (Justiça), Paulo Bernardo (Comunicações) e Maria do Rosário Nunes (Direitos Humanos). Militares, procuradores e embaixadores foram condecorados.

Críticas de esquerda

O PSTU colocará no ar hoje, às 20h30, o programa semestral do partido na TV. A legenda vai aproveitar para tratar de inflação, endividamento das famílias e salários. Durante cinco minutos, o partido pretende sustentar que o crescimento do Brasil atrelado ao consumo tem como consequência o comprometimento do salário do trabalhador com o pagamento de dívidas e com a inflação. O programa será exibido, em rede nacional, e também mostrará depoimentos de cidadãos com reclamações sobre os juros das dívidas.

Acusações no Dnit
Com as denúncias de corrupção que se acumulam no Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte), já há quem defenda a extinção do órgão. Os deputados Otávio Leite (RJ) e Raimundo Gomes de Matos (CE), ambos do PSDB, afirmaram que a extinção definitiva é a única alternativa para o governo acabar com as irregularidades. Ontem surgiram novas acusações. De acordo com o jornal "O Globo", o órgão ligado ao Ministério dos Transportes promoveu oito aditivos em contratos com uma empresa considerada inidônea e proibida de fazer convênio com o poder público. "O Estado de S. Paulo" afirma que a Controladoria-Geral da União constatou superfaturamento e serviços com qualidade deficiente em obras no Mato Grosso do Sul.

Salários
 
Com o fim da greve dos professores, o governo pretende criar um "fórum permanente para discussão" dos planos de cargo e carreira" dos servidores públicos estaduais.
F: TN.com.br

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir